05/08/2019 - 10:31 - Atualizado em 14/10/2019 - 11:34

Inclusão de filhos recém-nascidos, adotivos e novos cônjuges no CorreiosSaúde II

Para que os novos dependentes não cumpram os prazos de carência previstos no regulamento do plano, a inclusão deve ser feita em até 30 dias, a contar da data de ocorrência do evento: casamento, oficialização da união estável, nascimento ou adoção, guarda, tutela ou curatela.

Você é beneficiário da Postal Saúde e tem um novo cônjuge? Seu filho nasceu ou você adotou uma criança? Você tem enteados, menores sob sua guarda ou tutela e curatelados? Quer cadastrá-los no seu plano de saúde? Então não se esqueça de solicitar aos Correios a inclusão do seu dependente, por meio do Sistema Eletrônico de Informação – SEI (sistema interno dos Correios).

Mas, atenção! Para que os novos dependentes não cumpram prazo de carência para os atendimentos de saúde, a inclusão no plano deve ser realizada em até 30 dias, a contar da data de ocorrência do evento: casamento, oficialização da união estável, nascimento ou adoção, guarda, tutela ou curatela.

Esclarecemos que, antes de 18 de abril de 2018 — data de criação do plano CorreiosSaúde II, após o dissídio coletivo que alterou a forma de cobrança do plano —, o processo de inclusão de beneficiários era realizado diretamente pela Postal Saúde. Após essa data, o processo passou para a Gestão dos Correios, que recebe toda documentação, por meio do SEI.


Carência

Nas situações de elegibilidade (casamento ou oficialização de união estável, nascimento ou adoção, guarda, tutela ou curatela), as inclusões desses dependentes no plano de saúde podem ser feitas a qualquer momento, mas se ocorrerem após o prazo de 30 dias do evento que os tornou elegíveis, então deverão seguir os prazos de carência vigentes no regulamento do plano.

Clique aqui e veja os prazos de carência previstos no regulamento do CorreiosSaúde II.


Clique nos links abaixo para conferir a documentação necessária:

1- Inclusão de recém-nascido ou filho/enteado menor de 21 anos de idade (PDF)

2- Inclusão de cônjuge (PDF)

3- Inclusão de companheiro(a) e/ou convivente do mesmo sexo (PDF)

4- Inclusão de enteado menor de 21 anosnclusão de enteado menor de 21 anos (PDF)

Nota: Para a inclusão de enteado(a), o(a) genitor(a) deve estar obrigatoriamente cadastrado no plano de saúde.

5- Inclusão de menor sob guarda (PDF)

Nota: A idade máxima de permanência de menor sob guarda é até 21 anos completos.


Como solicitar a inclusão pelo SEI

Clique aqui e veja o passo a passo para solicitar a inclusão pelo SEI.


Gestão do SEI

Lembramos que a gestão do SEI é de responsabilidade dos Correios.

A Postal Saúde somente tem acesso ao processo após a validação e liberação do mesmo pelos Correios.

É de responsabilidade do empregado ou de seu gestor responsável pela abertura do processo acompanhar o andamento da solicitação e realizar a tramitação para a área de RH dos Correios responsável pelo seu Estado, sendo elas:
  • Regiões Sul, Sudeste, estado do Amapá e o Distrito Federal: GAPE-CEGEP (MG)
  • Região Nordeste, estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro: CPES-GECSC-RJ (RJ)
  • Região Norte, estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul: CPES-GRESC-MS (MS)


Em caso de dúvidas, entre em contato com a Postal Saúde

Em caso de dúvida, reclamação ou demanda de qualquer outra natureza com relação ao plano de saúde, o beneficiário tem três opções para falar com a Operadora. A primeira é entrar em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário pelo 0800 888 8116, que funciona 24h por dia, nos 7 dias da semana, inclusive nos feriados.

A segunda opção é procurar a representação da Postal Saúde nos estados, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Clique aqui e encontre o escritório da Postal Saúde mais próxima de você.

A terceira via de comunicação é a Ouvidoria. O contato pode ser feito pelo site da Operadora (www.postalsaude.com.br/ouvidoria) ou pelo 0800 888 8120, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.



Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: Stock Photos