10/07/2017 - 18:10 - Atualizado em 17/07/2017 - 11:03

Especial — Empregados dos Correios de Benfica (RJ) contam como a cinesioterapia está mudando suas vidas

O tratamento, considerado “milagroso” pelos pacientes entrevistados, engloba recursos e técnicas variadas para recuperar o movimento comprometido das articulações e dos músculos



Carlos Alberto: o tratamento me trouxe alívio das dores e noites mais tranquilas


Noites de sono mais tranquilas, fim das dores de cabeça, diminuição das dores musculares e de coluna, menos stress, mais disposição, mais qualidade de vida. É assim que se sente o gerente dos Correios, Carlos Alberto de Souza, 52 anos, desde que iniciou as sessões de cinesioterapia, realizadas no prédio do Centro de Tratamento de Encomendas (CTE) de Benfica, no Rio de Janeiro.


“Tinha muitas dores na cervical e na lombar que estavam comprometendo minha qualidade de vida. Não dormia bem e me sentia estressado. Iniciei o tratamento com a cinesioterapia no dia 30 de maio e já sinto uma melhora substancial, tanto com relação às dores na coluna e de cabeça quanto ao stress provocado pelas noites mal dormidas”, afirma Carlos Alberto.


Essa mudança na vida do empregado ocorreu porque, desde 15 de maio, o CTE de Benfica conta com um Centro de Cinesioterapia Laboral. A iniciativa é uma parceria entre os Correios e a Postal Saúde para promover ações voltadas à qualidade de vida dos empregados. A cinesioterapia é um tratamento que engloba recursos e técnicas variadas para recuperar o movimento comprometido das articulações e dos músculos.


Exercícios — Com indicação médica para iniciar a terapia, Júlio está sendo submetido a exercícios de alongamento, levantamento de peso para fortalecer a musculatura, massagem para eliminar a tensão muscular nos ombros e aplicação de infravermelho na coluna. “Ainda não fui informado de quantas sessões de cinesioterapia irei precisar, mas os profissionais explicaram que é preciso fortalecer a musculatura para depois iniciar os treinamentos na academia”, explica o gerente, que não poupa elogios à equipe responsável por seu tratamento. “São todos muito atenciosos e competentes. Além de nos deixar bem tranquilos, eles respeitam o limite que temos com relação ao nível de dor que podemos suportar nas sessões”.


A equipe do Centro de Cinesioterapia de Benfica é multifuncional e conta com um médico, cinco fisioterapeutas, seis educadores físicos e um enfermeiro. As sessões têm duração de 40 minutos e são indicadas para os empregados dos Correios que retornam ao trabalho após a licença-saúde, ou para os empregados com necessidade de reforço osteomuscular. A avaliação de cada caso é feita pela equipe médica e o tempo de tratamento depende das necessidades do empregado.

Como gestor, Carlos Alberto conta que tem incentivado a participação dos colegas que precisam da cinesioterapia. “Tenho informado a todos sobre os benefícios do tratamento e relatado as melhoras que tive em tão pouco tempo”, comemora o gestor.


Eficácia — Os efeitos positivos do tratamento também trouxeram mais bem-estar e qualidade de vida para a empregada Ângela Luzia Lauria Teixeira, gerente de atividades no CTE de Benfica. Ela tem o joelho comprometido, em função de uma lesão no menisco e de uma artrose leve que lhe causam muitas dores. Apesar de no passado ter feito mais de 60 sessões de fisioterapia, ela nunca sentiu melhoras significativas.


Ângela: cuidando de uma tendinite no punho esquerdo


No início de abril, Ângela foi surpreendida por uma tendinite no punho esquerdo. Como o Centro de Cinesioterapia Laboral funciona no mesmo prédio do seu trabalho, ela não pensou duas vezes. Após avaliação medica, iniciou o tratamento, cuja melhora foi imediata. “Na segunda sessão, já senti que as dores diminuíram muito”, conta Ângela, que sofre com a restrição de movimentos na perna.

Ela diz já ter passado anteriormente por vários tratamentos de fisioterapia, porém sem eficácia. “Agora consigo subir as escadas normalmente, como qualquer pessoa”, alegra-se a gestora, que faz sessões de alongamento e reforço muscular com aparelhos apropriados. Empolgada com os resultados, ela passou a incentivar os colegas a fazerem o tratamento. Ângela montou uma escala com os nomes dos empregados e os horários destinados ao tratamento de cada um. “Dessa forma conseguimos proporcionar uma qualidade física para os empregados, sem prejudicar a rotina da unidade”, explica a gerente.


Júlio César: depois de algumas sessões de cinesioterapia, já não sinto mais dores


Adeus às dores — Um dos beneficiados de sua equipe foi o carteiro Júlio César Castro. Há cerca de 5 anos, Júlio vinha sofrendo com dores na coluna e na região inguinal e recorria frequentemente a analgésicos. Indicado para a cinesioterapia, ele iniciou o tratamento participando de três sessões por semana. Nessa primeira fase, o carteiro está fazendo alongamentos e exercícios localizados específicos.


“Já não sinto mais dores. Minha coluna foi ‘desentortada’ (alinhada) e aprendi técnicas para uma postura adequada”, contenta-se Júlio, admirado com o “milagre” promovido pelas sessões.


“Mas para manter os resultados é preciso dar continuidade aos exercícios”, completa. Na segunda fase do tratamento, ele será submetido a exercícios de reforço muscular. “A equipe é supercompetente. Dou nota 10 para esse serviço! ”, entusiasma-se Júlio.


Mais qualidade de vida A gestora do carteiro, Ângela, comemora os efeitos positivos da cinesioterapia na vida dos colegas. Ela lembra que o tratamento, além de promover a saúde, evita as longas ausências na hora do expediente e a apresentação constante de atestados médicos e de comparecimentos, uma vez que o centro de cinesioterapia funciona no mesmo prédio do CTE de Benfica. “Essa iniciativa foi a melhor coisa que os Correios e a Postal Saúde já fizeram para promover qualidade de vida aos empregados no próprio ambiente de trabalho”, conclui a empregada.


Essa é a quarta unidade de cinesioterapia inaugurada neste ano nas unidades dos Correios. A primeira inauguração ocorreu em Salvador (19/1), a segunda na cidade de São Paulo (21/2) e a terceira em Indaiatuba/SP (17/4). A intenção é que outros centros sejam instalados nas principais unidades operacionais dos Correios.


Leia também: Inaugurado Centro de Cinesioterapia nos Correios de Benfica, no Rio



Por: Comunicação/Postal Saúde

Fotos: Arquivos pessoais dos entrevistados