Central do credenciado

​Regularização de senhas para solicitações de urgência e emergência

Postado por Filipe em 24 May 2016 15:22

Para orientá-lo sobre o processo de regularização de senhas referentes às solicitações de urgência e emergência, a Postal Saúde dispõe, no Manual do Credenciado, as informações necessárias quanto à dispensa de senha prévia para essas situações. Também estão disponíveis a possibilidade de avaliação da elegibilidade do beneficiário, além do registro e obtenção de protocolo dessas ocorrências.

De acordo com o Manual do Credenciado:

“Em se tratando de atendimentos ou internações por urgência ou emergência, o credenciado deverá, no 1º dia útil subsequente ao atendimento comunicar a ocorrência à Postal Saúde, obtendo senha para os procedimentos que se fazem necessários.

Caso o atendimento seja de natureza cirúrgica, o credenciado deve inserir os documentos médicos relacionados aos eventos, em até 03 dias, inclusive, justificativa para o uso de Órteses, Próteses ou Materiais Especiais Implantáveis (OPME), seguido de descrição de suas características.

O credenciado não poderá em nenhuma hipótese aguardar qualquer tipo de autorização para prestar o atendimento, este deverá ser prestado de imediato, desde que sejam configuradas a urgência ou emergência do caso, visto que essa atitude estaria caracterizando descumprimento da Legislação vigente.

As situações de urgência e/ou emergência são facilmente reconhecíveis tecnicamente, portanto, os casos que não estejam enquadrados nas categorias citadas não poderão ser reconhecidos como tal”.

Nos casos de urgência e emergência, conforme disposto na Lei nº 9.656/98, em seu artigo 2º, revogado pela Medida Provisória Nº 2.177-44, de 24 de agosto de 2001, em seu artigo 35-C, estabelece que “É obrigatória a cobertura do atendimento nos casos:

I – de emergência, como tal definidos os que implicarem risco imediato de vida ou de lesões irreparáveis para o paciente, caracterizada em declaração do médico assistente; e

II – de urgência, assim entendidos os resultantes de acidentes pessoais ou de complicações no processo gestacional”.

Dessa forma, para fins de regulação, fica estabelecido que não haverá qualquer tipo de análise prévia, ou seja, nenhum tipo de regulação assistencial para as solicitações definidas pelo médico assistente como sendo de urgência e/ou emergência. Assim, a resposta para esse tipo de solicitação seguirá o seguinte texto padrão:

“Conforme disposto em regulação própria da Lei nº 9.656/98, em seu artigo 2º, revogado pela Medida Provisória Nº 2.177-44, de 24 de agosto de 2001, em seu artigo 35-C, é vedado utilizar mecanismos de regulação em situações caracterizadas como de urgência ou emergência. Assim sendo, os procedimentos e materiais, caso venham a ser utilizados, estão liberados provisoriamente, no entanto, para regularização da senha, o prestador deverá enviar as documentações médicas comprobatórias do atendimento que justifiquem sua realização, no período de até 3 dias subsequentes após a efetivação dos procedimentos, para análise e validação pela regulação médica.

Ressaltamos que a cobertura e pertinência técnica dos procedimentos realizados e materiais utilizados serão avaliadas posteriormente pela auditoria, à luz da pertinência técnica diante do quadro clínico do beneficiário”.

Dessa maneira, o prestador receberá, via sistema, a guia com a liberação do procedimento como sendo de urgência e/ou emergência. Ressaltamos que a Postal Saúde preza pela atenção e atuação da preservação da vida. Assim, a resposta para procedimentos de urgência e emergência deve ser imediata, seguindo o prazo estabelecido na RN nº259/2011 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e, sendo assim, reafirmamos que a situação não carecerá de regulação pregressa.

​15 de maio - Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares

Postado por Filipe em 16 May 2016 17:15

Um dos critérios para considerar a excelência de atendimento em um estabelecimento de saúde é o controle das infecções hospitalares. O dia 15 de maio foi instituído pelo Ministério da Saúde como o Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares e tem como objetivo destacar a importância deste tema, sugerindo ações de conscientização e de prevenção.

É fundamental lembrar que os cuidados com o controle de infecções têm como objetivo principal aumentar a segurança do paciente, dos visitantes e dos próprios trabalhadores. Estes profissionais devem adotar normas e procedimentos seguros para evitar transmissão de germes, e estas medidas podem ser mais simples do que imaginamos.

Os equipamentos individuais, por exemplo, são essenciais para a manutenção da segurança em ambientes hospitalares - ou em qualquer estabelecimento que lide com a saúde das pessoas. Luvas, aventais e máscaras são os itens elementares nesse processo. Eles impedem o contato direto com superfícies contaminadas e evitam a transmissões diretamente entre as pessoas.

Os próprios medicamentos também devem ser tratados com cuidado. A atenção à validade e às formas de armazenamento garantem que nenhum efeito indesejado aconteça aos pacientes. Além disso, a própria aplicação deve ser controlada, a fim de evitar a criação de problemas como resistência bacteriana.

O serviço de controle de infecção hospitalar pode ser visto como uma assessoria permanente. Além disso, é importante lembrar que aprimorar o atendimento não é, necessariamente, uma fiscalização. Em vez disso, ela deve ser vista como um compromisso natural dos profissionais com o ambiente de trabalho.

A Postal Saúde escolheu ressaltar a higienização das mãos como atitude preventiva, pois é uma das formas mais simples de evitar vários tipos de doenças, principalmente infecções, e salvar vidas. A Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu o dia 05 de maio como Dia Mundial da Higienização das Mãos, quando incentiva campanhas de conscientização para profissionais da saúde e para a população. Em 2016 a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) participou das campanhas e publicou mais informações, além de gráficos que mostram as formas adequadas de higienização das mãos.

Confira aqui as maneiras corretas de higienizar as mãos.


15 de maio - Dia do Assistente Social

Postado por Filipe em 13 May 2016 09:37

A homenagem deste 15 de maio é dirigida ao profissional que tem como missão ajudar quem precisa ou pode precisar de amparo. Indivíduos em situações de risco e vulnerabilidade social encontram no assistente social o apoio que precisam para suprir necessidades básicas, principalmente aquelas relacionadas à família, maternidade, infância, adolescência e velhice, amparo às crianças e integração no mercado de trabalho, além de habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência.

O assistente social é o profissional que incentiva a melhora na qualidade de vida e no bem-estar físico, psicológico e social destas pessoas. A profissão exige que se trabalhe com planejamento e execução de políticas públicas e programas sociais. Frequentemente é observada a atuação do assistente social em locais como penitenciárias, abrigos para menores de idade e asilos para idosos. Para exercer a profissão, é necessária inscrição no Conselho Regional de Serviço Social.

Em todo o país, existem Centros de Referência Especializados de Assistência Social, os CREAS. São unidades públicas estaduais responsáveis pela organização e pela oferta de serviços e atendimento especializado.

A Assistência Social é um dos três pilares da Seguridade Social no Brasil (os outros dois são Previdência Social e Saúde Pública). Suas funções são determinadas pela Lei 8.742/93, a Lei Orgânica da Assistência Social.

A campanha da Postal Saúde valoriza a profissão e destaca que em 2016 o Serviço Social completa 80 anos de inscrição no Brasil. O 15º Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais, que será realizado em Olinda (PE), em setembro deste ano, também tem como tema os 80 anos da profissão e traz como mote “A certeza na frente, a história na mão”. Acesse o site do congresso em: http://www.cbas2016.com.br/.

Semana da Enfermagem - 12 a 20 de maio

Postado por Filipe em 12 May 2016 10:10

A Postal Saúde parabeniza Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem, que atuam no cuidado à saúde em todo o país.

Estes profissionais trabalham em diversas frentes e modalidades de serviço, com papel de grande importância nas equipes multidisciplinares.

A data abrange o Dia Internacional da Enfermagem (12/05), o Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem (20/05), além do Dia Nacional de Luta pela Valorização da Enfermagem (17/05).

A enfermagem no Brasil

De acordo com pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), 80% dos profissionais de Enfermagem possuem formação técnica, enquanto 20% são enfermeiros graduados. Mais da metade dos enfermeiros graduados (53,9%) se concentra no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A pesquisa foi realizada em 2015 a pedido do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen).

A qualificação contínua é uma preocupação constante dos profissionais da Enfermagem. O estudo mostra que os trabalhadores de nível médio (técnicos e auxiliares) têm escolaridade acima da exigida desempenhar suas funções. Do total, 23,8% têm nível superior incompleto e 11,7% já são graduados.

As mulheres são maioria na Enfermagem (84,6%). Cerca de 15% dos profissionais são homens.

Enfermagem em números

Enfermeiros: 441.783

Técnicos de enfermagem: 1.002.143

Auxiliares de enfermagem: 437.341

Obstetrizes: 253

Total: 1.881.520


*Fonte: Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) - 2016

​Dia do Oftalmologista - 7 de maio

Postado por em 06 May 2016 18:48

Você sabia que o Brasil tem quase 1,2 milhão de cegos, dos quais dos quais 60%, ou 700 mil pessoas, poderiam ter a condição evitada ou revertida caso tivessem consultado um oftalmologista?*

Mesmo que nem todas as doenças oculares causem cegueira, elas podem trazer sérias consequências e dificultar a vida, o trabalho e até mesmo levar a outras doenças.

Por isso, no Dia do Oftalmologista, a Postal Saúde parabeniza e reconhece o trabalho desses profissionais que cuidam diariamente da saúde ocular.

Nossas felicitações ao oftalmologista, profissional que nos faz ver um mundo melhor.

Sobre a data
A oficialização do Dia do Oftalmologista no Brasil ocorreu no ano de 1968, em São Paulo, por meio de uma lei de autoria do deputado e médico oftalmologista Antônio Salim Curiati. O dia passou a fazer parte do calendário nacional em 1986, quando o então ministro da Saúde, Seigo Tsuzuki, editou a portaria nº 398.

*Fonte: OMS

Importância da leitura do Manual do Credenciado

Postado por Filipe em 23 Mar 2016 10:39

A POSTAL SAÚDE relembra que é de extrema importância a leitura do Manual do Credenciado. O documento possui regras para autorizações e outros detalhes que podem acelerar os processos e, consequentemente, reduzir o tempo de atendimento.

Cabe, ainda, destacar algumas informações que têm por objetivo agilizar atividades entre prestadores e a Caixa de Assistência:

1) Para os pacientes internados que estiverem realizando quimioterapia e radioterapia e que venham a alterar o esquema terapêutico, é obrigatório solicitar autorização antes do início da terapia;

2) Todos os credenciados da POSTAL SAÚDE com prestação de serviços dentro de hospitais (banco de sangue, diagnóstico por imagem, fisioterapias, fonoaudiologia, psicoterapias e outros que possuem faturamento próprio) estão dispensados de autorização prévia para realização de procedimentos eletivos em pacientes internados.

Orientações para realização desses atendimentos:

  • Não é necessário solicitar senha própria, uma vez que esses prestadores de serviço não possuem a documentação comprobatória de internação;
  • Utilizar a guia SP/SADT impressa e informar o(s) código(s) a ser(em) cobrado(s);
  • Informar na guia SP/SADT o número da senha de INTERNAÇÃO, que deverá ser fornecido pelo hospital credenciado;
  • Apresentar a guia SP/SADT em contas médicas, constando a data de realização e acompanhada de pedido médico que justifique. No faturamento, os auditores farão correlação dessas guias avulsas ao período de internação do paciente e, estando dentro do mesmo prazo, serão validadas.

É importante observar que a regra não se aplica para exames/serviços que não sejam de rotina em pacientes internados (por exemplo, Pet CT e remoções). Nesses casos, o prestador deverá abrir a senha e complementar com a informação de que se trata de paciente internado, além de acrescentar o número da senha respectiva de internação.


Em caso de dúvidas, entrar em contato com a Central de Autorização: 0800 881 8080.

3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11