24/01/2020 - 18:22 - Atualizado em 24/01/2020 - 19:27

25 de janeiro: O carteiro, eu e o país inteiro

Homenagem da Postal Saúde ao Dia do Carteiro


Hoje acordei com uma alegria contagiante de quem aguarda um presente, uma encomenda ou uma declaração de amor trazida por quem, do nascer ao pôr do sol, está presente em cada recanto, em cada lar, em cada coração, cumprindo com dignidade o seu papel.

Aguardo ansioso por ele. Seus passos integram realidades diversas vindas de regiões centrais ou longínquas, de dentro ou de fora do país, não importa. Lá está ele, a pé ou de motocicleta, aproximando fronteiras, sentimentos, corações. Alinhavando histórias em caixas, envelopes e papéis.

Hoje ele vem me visitar. Toca a campainha. Abro um largo sorriso e respondo àquele bom-dia caloroso, cheio de amor e de sol. É ele, nosso querido carteiro, já conhecido no bairro, amado e respeitado por toda gente, mundo afora.

Hoje, coincidentemente, é o meu aniversário. E ele, que também é o "aniversariante" do dia, trouxe-me uma surpresa vinda do outro lado do oceano. Mas o maior presente mesmo foi o abraço que trocamos. Era o meu presente para ele.

Naquele momento, não havia fronteiras: éramos um só, representando o país inteiro. Parabenizei-lhe pela data e agradeci àquele trabalhador dedicado por tornar minha vida, nossas vidas, mais cheias de humanidade e significados, aproximando o país e o mundo em passos firmes e certeiros.

Parabéns, carteiros de todo o Brasil!


Texto: Arlinda Carvalho
Foto: 123 Banco de Imagens