15/09/2020 - 09:00 - Atualizado em 15/09/2020 - 09:25

Orientações sobre como comunicar o acidente de trabalho à Postal Saúde

Em casos de urgência ou emergência, o empregado deve ser socorrido imediatamente e tem até cinco dias úteis para entregar às filais da Postal Saúde a documentação referente ao acidente de trabalho sofrido. Se o atendimento for eletivo, o empregado deve comparecer à rede credenciada com a guia de autorização antes de iniciar os procedimentos





Há duas situações diferentes na hora de comunicar à Postal Saúde o acidente de trabalho: quando o empregado necessita de atendimento de urgência ou emergência e quando os atendimentos são eletivos (que podem ser programados).

No primeiro caso, o atendimento deve ser imediato, sem demora, para não colocar a vida em risco. Nessa situação, o empregado deverá ser encaminhado imediatamente para um estabelecimento da rede credenciada mais próxima do local do acidente.

Após o atendimento de urgência ou emergência, e até 5 (cinco) dias úteis após a ocorrência do acidente de trabalho, o empregado ou o responsável por ele designado deverá apresentar, na filial da Postal Saúde de sua localidade, o formulário de Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT (com carimbo e assinatura do médico no Campo II) e demais documentos relacionados aos atendimentos recebidos.

Atenção! Os documentos devem ser homologados pela área de saúde dos Correios. Assim, a Postal Saúde poderá emitir a guia de autorização para os atendimentos, sem ocasionar o compartilhamento das despesas de saúde. Essa medida é importante para que a Postal Saúde possa retirar do sistema o compartilhamento das despesas de saúde relacionadas ao acidente de trabalho.

O formulário CAT deve ter carimbo e assinatura do médico

É importante respeitar o prazo estabelecido para comparecimento à filial da Operadora (5 dias úteis após o atendimento de urgência ou emergência).

Passado esse prazo, a Postal Saúde não conseguirá retirar a tempo o compartilhamento, o que resultará no desconto em folha de pagamento, com posterior reembolso.

Solicitação de valores compartilhados

Para que haja a solicitação de valores compartilhados, os mesmos documentos mencionados acima deverão ser entregues na filial correspondente, onde será aberto um processo com o pedido relacionado à ocorrência.

Caso haja necessidade de seguir com algum tratamento relacionado ao acidente de trabalho, o empregado deverá solicitar previamente à filial — antes do início do tratamento — autorização para tais procedimentos. Dessa forma, a filial da emitirá a guia de autorização para a realização do tratamento solicitado pelo médico, e não haverá compartilhamento dos valores referentes aos procedimentos realizados.

Quando o atendimento for eletivo

No segundo caso, quando o acidente de trabalho não exigir uma situação de urgência ou emergência e sim um atendimento médico eletivo, o empregado — ou o responsável por ele designado — deverá apresentar à filial da Postal Saúde o formulário da CAT (com carimbo e assinatura do médico no Campo II) e o pedido do médico para que seja realizado o procedimento ou o tratamento indicado (fisioterapia, psicoterapia etc.)

Os dois documentos devem ser homologados pela área de saúde dos Correios. Assim, a Postal Saúde poderá emitir a guia de autorização para os atendimentos, sem ocasionar o compartilhamento das despesas de saúde.

Guia de autorização

Nesses casos de atendimento eletivo, é importante que o empregado (ou o responsável por ele designado) receba a guia de autorização antes de comparecer à rede credenciada para iniciar o tratamento. Caso contrário, a Postal Saúde não terá tempo hábil de retirar do sistema o compartilhamento das despesas de saúde, o que acarretará no desconto em folha de pagamento.

Reforçamos que, para que haja o reembolso pela Postal Saúde, os mesmos documentos deverão ser entregues na filial da Postal Saúde. Confira o funcionamento das filiais da Postal Saúde durante a pandemia


Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: 123 RF