+ Conteúdo ::

06/05/2019 - 09:50 - Atualizado em 06/05/2019 - 09:50

5 de maio, de Comunicações a gente entende

A data é uma homenagem a Cândido Mariano da Silva Rondon, o marechal Rondon, que por seus importantes feitos é o Patrono das Comunicações do Brasil.

Hoje é comemorado o Dia Nacional das Comunicações. A data é uma homenagem a Cândido Mariano da Silva Rondon, o marechal Rondon, que por seus importantes feitos é o Patrono das Comunicações do Brasil. Nascido em Mimoso (MT), em 1865, Rondon foi o líder do primeiro esforço de grandes proporções para a integração nacional por meio das comunicações.

De 1890 a 1916, ele percorreu mais de 100 mil quilômetros, o equivalente a duas voltas e meia ao redor da Terra, numa missão considerada quase impossível para a época: conectar pelo fio do telégrafo a capital federal, Rio de Janeiro, a cidade de São Paulo e o Triângulo Mineiro aos lugares mais distantes do território nacional, como Amazônia, Mato Grosso e a fronteira do Brasil com o Paraguai. Quando acabou o trabalho, Cândido Mariano da Silva Rondon havia instalado sete mil quilômetros de cabos telegráficos.

Mais de 100 anos depois, os processos de comunicações e os serviços postais evoluíram em todo o mundo. Mas, ainda hoje, são os Correios que continuam o legado de Rondon de integrar o complexo e gigante território nacional.

Com mais de 350 anos de história, a empresa possui, em sua essência, a missão de comunicar. No Brasil-Colônia, as cartas eram o único meio de comunicação à longa distância. Mesmo hoje, com o declínio da atividade postal, a atividade dos Correios ainda é imprescindível.

Entre os principais órgãos de Comunicação do Governo Federal, os Correios são o único com presença em todo o país. Por meio de seu compromisso constitucional de garantir o direito de todos à comunicação, a empresa possui um importante papel na integração nacional e na inclusão social dos cidadãos brasileiros.

Além de garantir a entrega de cartas e encomendas, a empresa também promove inclusão bancária, oferece emissão de documentos, distribuição de urnas eletrônicas, livros didáticos, vacinas e remédios. Por que não importa a época ou tecnologia, de comunicações #agenteentende.


Fonte: Blog dos Correios

    Veja também