página principal > Dicas da Postal Saúde

Doenças psicossomáticas: como o corpo manifesta sentimentos

A intensidade e a frequência dos sintomas podem acender um alerta vermelho para repensar o estilo de vida e o cuidado com a saúde mental

17 de fevereiro de 2022 - Atualizado em 4 de março de 2022

 

Já aconteceu com você de passar mal em um episódio de estresse ou tristeza? Ou aquela dor de cabeça depois de um dia exaustivo? Pois é, esses são alguns exemplos de doenças psicossomáticas. Ou seja, quando o corpo manifesta de alguma forma aquilo que você está sentindo e não expressando.

O que são doenças psicossomáticas?

De forma geral, muitas doenças são multifatoriais, ou seja, possuem vários fatores para que elas existam. As doenças psicossomáticas são questões de ordem emocional e mental que acabam afetando a saúde física, seja causando ou intensificando uma doença física. A somatização então acontece quando pensamentos e sentimentos ao serem reprimidos ou não trabalhados acabam se manifestando no corpo, em dores ou doenças físicas.

Normalmente os sintomas de uma doença psicossomática não é bem explicada por alterações físicas/orgânicas ou outra doença, e nesses casos, uma pessoa não consegue identificar a causa do problema, mesmo que compareça a várias consultas e se utilize de medicamentos.

As causas dessa condição podem ser variadas, como exemplo de conflitos no ambiente familiar ou no trabalho, sobrecarga emocional, situações vivenciadas como traumas, transtornos mentais, violências psicológicas, sexuais e físicas, entre outras. Quando não se elabora, não se sente, se evita falar sobre alguma experiência, o corpo pode refletir isso fisicamente.

Assim, as doenças possuem os sintomas de forma concomitante, sem uma explicação médica para a condição que se apresenta. Por exemplo, temos:

  • Psoríase e dermatites;
  • Cefaléia tensional e enxaquecas;
  • Gastrite nervosa;
  • Herpes;
  • Gripes e resfriados;
  • Impotência sexual.

Existem inúmeros sintomas que por si só não significam que você pode ter uma doença psicossomática. Mas a interação desses sintomas, a intensidade e a frequência podem acender um alerta vermelho para repensar o estilo de vida e o cuidado com a saúde mental.

São alguns sintomas comuns:

  • Ansiedade:
  • Irritabilidade;
  • Exaustão;
  • Inquietação;
  • Tristeza;
  • Impaciência;
  • Perda de interesse;
  • Dor no estômago;
  • Insônia;
  • Queda excessiva de cabelo;
  • Mudanças na libido;
  • Tensões musculares;
  • Dores de cabeça;
  • Sensação de falta de ar;
  • Ritmo cardíaco fora do normal.

 Tratamentos para doenças psicossomáticas

A origem dos sintomas e das doenças apesar de serem emocionais, não tornam a dor menos real, muito pelo contrário, como nosso corpo e mente são unidades em interação e o sofrimento psíquico afeta o físico e vice-versa, a dor física pode ser muito intensa e necessitar dos cuidados médicos. Então, em situações de doenças psicossomáticas é importante o cuidado com o corpo físico e também com o mental, através da psicoterapia e da psiquiatria.

Para realizar o tratamento da raiz dos problemas é necessário o acompanhamento psicoterápico, uma vez que as situações problemas podem ser reavaliadas e tratadas, possibilitando o manejo e as estratégias para se lidar com o que pode causar esses conflitos emocionais.

Os sentimentos também influenciam em nossa saúde, além de causarem mal-estar emocional, podem também causar dores físicas. Então, o melhor a se fazer é acolher seus sentimentos e aprender com eles. (Fonte: Minuto Saudável)

************************************************************************************************************

Regra de ouro da Postal Saúde:

Prevenir é o melhor remédio. Faça seus exames periódicos com regularidade e mantenha sua saúde em dia. A mente e o corpo agradecem! Consulte o Guia Saúde e busque a rede credenciada mais perto de você.


Foto: Dreastime