página principal > Notícias - 4

Especial | Beneficiários avaliam atendimento nos ambulatórios da Postal Saúde: “Custo zero e serviço de qualidade”

Confira os depoimentos e fique por dentro das vantagens que essas unidades oferecem, sem cobrança de coparticipação

5 de novembro de 2020 - Atualizado em 26 de fevereiro de 2021

Ambulatório em Fortaleza (CE): mesas receberam proteção de acrílico
para um atendimento seguro

A Postal Saúde conta com uma rede própria de 17 ambulatórios que oferecem serviços médicos, odontológicos e de enfermagem em várias regiões do país. Além de contribuir para a prevenção de doenças e para a qualidade de vida dos empregados, o atendimento nessas unidades tem inúmeras vantagens. Como se não bastasse reduzir significativamente os gastos com a saúde — uma vez que não há cobrança de coparticipação das despesas médicas —, permite que muitos problemas de saúde sejam resolvidos sem que o beneficiário precise recorrer à rede credenciada.

Essa praticidade facilita os cuidados com a saúde, fortalece a relação médico-paciente e permite um acompanhamento regular do estado clínico dos beneficiários pela equipe médica. Isso porque nos ambulatórios são oferecidas várias especialidades, como Clínica Médica, Pediatria, Psiquiatria, Ortopedia, Cardiologia, Odontologia e serviços de enfermagem. As unidades estão distribuídas em Maceió (AL), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Belém (PA), João Pessoa (PB), Teresina (PI), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS), São Paulo (interior e região metropolitana) e São José (SC).

Foto: Entrada do ambulatório em Fortaleza (CE)

Cuidados reforçados durante a pandemia

O médico Ronnie Vieira, lotado no ambulatório de Santa Catarina, relata como a unidade está preparada para receber os beneficiários de forma segura, seguindo todos os protocolos de proteção da covid-19.

“Reforçamos as medidas de segurança, com utilização de tapetes sanitizantes, proteções de acrílico na recepção, correntes de isolamento,
distanciamento mínimo de dois metros entre uma pessoa e outra, acesso de três beneficiários por vez, disponibilização de álcool em gel, higienização das salas após os atendimentos, uso rigoroso de equipamentos de proteção individual (EPIs), entre outros cuidados, pontua o médico.

Segundo ele, o teleatendimento também tem sido uma excelente opção durante a pandemia, já que muitos beneficiários ainda estão em regime de teletrabalho.

“Mesmo com a liberação dos atendimentos eletivos nos ambulatórios, muitos têm preferido o atendimento remoto, seja por se encontrarem ainda em regime de home office ou por serem colaboradores de outros municípios. Percebemos que a forma mista de atendimento [teleatendimento e atendimento presencial] tem sido satisfatória, pois contemplam as diversas demandas que chegam à unidade diariamente”, explica o médico.

Leia também: Ambulatórios da Postal Saúde retomam atendimentos eletivos

A Postal Saúde fez uma enquete com os beneficiários que costumam frequentar os ambulatórios, pedindo que avaliassem o atendimento nas unidades. Confira os depoimentos. As fotos foram tiradas antes da pandemia. Por isso, os entrevistados aparecem sem máscara.

“Custo zero e serviço de qualidade”

Lotada no Centro de Tratamento de Cartas (CTC) dos Correios em Jaguaré, na região metropolitana de São Paulo, a agente de Correios Darleide Barros de Faria (foto ao lado, à dir.) sempre frequentou o ambulatório da Postal Saúde acompanhada de seus filhos de 15 e 19 anos. “Eles passam pelo atendimento odontológico e adoram”, conta. A beneficiária destaca duas grandes vantagens no atendimento. “Além do custo zero, o serviço é de qualidade, pois não adiante ser custo zero se o serviço não for bom”.

“Serviço muito bom e imediato”

A coordenadora de Polo Gestão de Pessoas dos Correios, Sônia Teresinha Cezimbra Mengue conhece bem os serviços do ambulatório Siqueira Campos, em Porto Alegre (RS), onde controla a pressão arterial. “O atendimento é muito bom e imediato, próximo do local de trabalho”, conta, para acrescentar que a cada seis meses marca consulta com o dentista, e recorre à Clínica Médica sempre que necessita.

“Profissionais preparados e capacitados”

A agente de Correios Rejane Marques de Almeida, que também frequenta o ambulatório Siqueira Campos, não poupa elogios à equipe de profissionais: “Temos um atendimento de muito boa qualidade em todos os setores. Os profissionais são preparados e capacitados para fazer um bom acolhimento aos pacientes, em qualquer situação”, disse, para acrescentar: “As enfermeiras estão sempre atentas para prestar o melhor atendimento possível. O setor de recepção também conta com pessoas aptas para esse trabalho, que é muito importante para o atendimento dos pacientes”.

“Ótimo atendimento”

Sentir-se bem acolhida no ambulatório localizado na sede dos Correios, em João Pessoa (PB), é o sentimento expressado pela agente de Correios Gianny Albuquerque Gomes (foto ao lado), lotada na Agência Água Fria. “O atendimento é ótimo, nunca tive problemas e sempre sou bem atendida quando necessito”. Segundo ela, a qualidade do serviço, a proximidade com o local de trabalho e a não coparticipação das despesas médicas são os três grandes atrativos do ambulatório.

“Atendimento bom, rápido e sem coparticipação”

O analista de Correios Victor Pinheiro do Egypto Guerra concorda com a colega paraibana. Antes da pandemia, ele também frequentava o ambulatório com regularidade para aferir a pressão arterial e ir ao dentista. “O atendimento é bom, rápido, não tem coparticipação e está próximo do meu local de trabalho”.

“Melhor impossível”

O operador de suporte administrativo dos Correios, Gilberto Santos Souza, lotado no CEE de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, costuma utilizar o ambulatório de Benfica (na zona central do município carioca) para aferir a pressão arterial e a pulsação. Perguntando sobre o que acha do atendimento no local, ele respondeu: “Melhor impossível”.

Postura do profissional: ouvir as queixas

Para a médica Belkiss Lopes de Melo Lima (foto ao lado), lotada no ambulatório Farol, em Maceió (AL), a satisfação dos beneficiários se justifica, pois o ambiente tranquilo e agradável do local favorece o acolhimento: “Nós ouvimos as queixas e os sintomas do paciente, os examinamos e buscamos a melhor forma de resolver o seu problema de saúde”, conta a médica clínica.

E você, costuma utilizar os serviços do Ambulatório de seu estado? Experimente! Você será recebido por profissionais qualificados em um ambiente muito acolhedor!

Conheça os 17 ambulatórios da Postal Saúde


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fotos: Ambulatórios da Postal Saúde