página principal > Dicas da Postal Saúde

Julho Verde e Amarelo: Mês de luta contra as hepatites virais e câncer de cabeça e pescoço

A falta do conhecimento é o grande desafio no combate a essas doenças

25 de julho de 2023 - Atualizado em 25 de julho de 2023

No mês de julho, as cores verde e amarela são utilizadas para campanhas de prevenção e descoberta precoce das hepatites virais e do câncer de cabeça e pescoço.

As hepatites virais são enfermidades infecciosas que atacam o fígado e são classificadas como A, B, C, D e E, sendo as três primeiras as mais comuns no Brasil. Muitas vezes são infecções silenciosas, ou seja, não apresentam sintomas. Entretanto, quando presentes, podem se manifestar como: cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A hepatite A é transmitida por meio de água e alimentos contaminados pelo vírus ou por contato com doentes. Já a B e a C se transmitem por contato com o sangue contaminado ou por relações sexuais desprotegidas. Na rede pública, há vacinas para as hepatites A e B.

Existem ainda, mas com menor frequência, o vírus da hepatite D (mais comum na região Norte do país) e o vírus da hepatite E, que é menos frequente no Brasil, sendo encontrado com maior facilidade na África e na Ásia.

Riscos

Na maioria dos casos, a hepatite A é uma doença de caráter benigno, contudo o curso sintomático e a letalidade aumentam com a idade. Já as infecções causadas pelos vírus das hepatites B ou C frequentemente se tornam crônicas. Contudo, por nem sempre apresentarem sintomas, grande parte das pessoas desconhecem ter a infecção. Isso faz com que a doença possa evoluir por décadas sem o devido diagnóstico. O avanço da infecção compromete o fígado, sendo causa de fibrose avançada ou de cirrose, que podem levar ao desenvolvimento de câncer e a necessidade de transplante do órgão.

A hepatite D, também chamada de Delta, está associada com a presença do vírus da hepatite B, causando a infecção e a inflamação das células do fígado. A hepatite D crônica é considerada a forma mais grave de hepatite viral crônica, com progressão mais rápida para cirrose e um risco aumentado de morte.

Como se prevenir contra as hepatites virais

Evitar o contato com sangue infectado ou de quem se desconheça o estado de saúde, não partilhar objetos cortantes e perfurantes, nem instrumentos usados para a preparação de drogas injetáveis, e usar sempre preservativo nas relações sexuais são as principais formas de prevenir o contágio

A falta do conhecimento da existência da doença é o grande desafio, por isso, a recomendação é que todas as pessoas com mais de 45 anos de idade façam o teste, gratuitamente, em qualquer posto de saúde e, em caso de resultado positivo, façam o tratamento que está disponível na rede pública de saúde (Consulte também a Rede Credenciada da Postal Saúde).

Julho Verde 

Julho também é o mês de conscientização mundial sobre os tumores de cabeça e pescoço, aqueles que surgem na tireoide, na boca, na garganta, na laringe, na faringe, na paratireoide, nas glândulas salivares e na região sinonasal. A boa notícia é que, quando um câncer é detectado no início, são grandes as chances de sucesso no tratamento.

Como prevenir 

Para afastar o risco, adote bons hábitos de vida: inclua alimentos mais saudáveis nas refeições, faça atividade física, não fume, não beba, previna-se contra a obesidade e não deixe de realizar os exames médicos.

Fatores que aumentam o risco

Tabagismo:  quem fuma cigarro ou outros produtos derivados do tabaco, como por exemplo, o cigarro de palha, narguilé, vape, entre outros;

Pessoas expostas ao HPV por meio de sexo oral sem proteção ou falta de vacina;

Uso excessivo de álcool;

Exposição ao sol sem proteção;

Homens maiores de 60 anos;

Traumas crônicos: prótese dentária mal ajustada, que machuca a gengiva.

Sinais e sintomas

Feridas que não cicatrizam;

Manchas esbranquiçadas e avermelhadas na boca;

Dor de garganta que não melhora;

Dificuldade para engolir;

Alteração na voz ou rouquidão;

Falta de ar;

Aparecimento de caroços (nódulos) no pescoço.

Leia também: Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço

Rede credenciada da Postal Saúde

Postal Saúde possui uma rede credenciada com vários profissionais para orientar os beneficiários a prevenir essas e outras doenças e, caso necessário, indicar o tratamento adequado.

Conheça a rede credenciada mais próxima de você 


Fontes:

Biblioteca virtual do Ministério da Saúde

Agência Senado

Empresa Brasileira de erviços Hospitalares/Ministério da Saúde

A.C.Camargo Cancer Center

Arte: Ramon de Oliveira (Gerência de Comunicação da Postal Saúde)