página principal > Entrevista|“O ouvidor precisa gostar de pessoas, ter empatia e escuta ativa e qualificada”

Entrevista|“O ouvidor precisa gostar de pessoas, ter empatia e escuta ativa e qualificada”

Nesta entrevista,  a ouvidora da Postal Saúde, Michelle Campanella (foto), fala sobre a importância das ouvidorias para fortalecer o exercício da cidadania e a promoção de boas práticas de governança, afirma que a Ouvidoria da Postal Saúde está alinhada às melhores experiências de mercado nacionais e internacionais, e reafirma o compromisso com os beneficiários.

Qual a importância do Dia Nacional do Ouvidor?

Michelle Campanella – É uma data importante a todos consumidores, uma vez que a ouvidoria estabelece um elo entre o cliente e empresa, tendo como objetivo buscar soluções efetivas às questões apresentadas pelos clientes.

Quais as principais aptidões do ouvidor e as características que não podem faltar no dia a dia deste profissional?

MC – Gostar de pessoas, ter empatia, escuta ativa e qualificada, visão e conhecimento de toda empresa, além de habilidades comportamentais.

Poderia fazer um resumo dos principais avanços e desafios da Ouvidoria da Postal Saúde desde a criação do órgão? 

MC – A Ouvidoria da Postal Saúde iniciou suas atividades em 2014 com o advento da RN 323/13 da ANS e, desde então, vem aprimorando seu trabalho alinhada às melhores práticas de mercado nacionais e internacionais. Nosso maior desafio é compreender e atender às necessidades e expectativas dos nossos clientes.

Como a Ouvidoria da Postal Saúde está posicionada com relação a outras ouvidorias, brasileiras e estrangeiras?

MC – A Ouvidoria da Postal saúde atua ativamente junto as ouvidorias do mercado de saúde e outros setores brasileiros, além de grupos internacionais com o objetivo de aprimorar conhecimentos, técnicas e ferramentas de trabalho.

Que mensagem você deixa para seus colegas ouvidores nesta data comemorativa?

MC – Parabenizo a todos os ouvidores que têm contribuído para o fortalecimento do exercício da cidadania e promoção de boas práticas de governança nas empresas.

E para os beneficiários?

MC – A Ouvidoria agradece aos beneficiários que ao longo desses anos confiaram em nosso trabalho. Continuamos de braços abertos para recebê-los! Podem contar com nossa equipe para solucionar seus problemas de forma rápida, efetiva e conclusiva.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: Arquivo pessoal