página principal > Dicas da Postal Saúde

Dezembro Vermelho: mês de luta contra Aids, HIV e outras ISTs

Campanha alerta para a importância da prevenção e testagem de infecções e doenças sexualmente transmissíveis

21 de dezembro de 2023 - Atualizado em 21 de dezembro de 2023

O Dezembro Vermelho marca uma grande mobilização nacional na luta contra o vírus HIV, a Aids e outras IST (infecções sexualmente transmissíveis), chamando a atenção para a prevenção, a assistência e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Aproximadamente 866 mil pessoas vivem com HIV no Brasil e, a cada ano, são registrados cerca de 40 mil novos casos de HIV, principalmente entre os jovens.

Nos últimos dez anos, o Brasil registrou queda de 25,5% na mortalidade por Aids. De acordo com o Ministério da Saúde, 92% das pessoas em tratamento no país já atingiram o estágio de estarem indetectáveis, ou seja, estado em que a pessoa não transmite o vírus e consegue manter a qualidade de vida sem manifestar os sintomas da Aids.

Essa conquista se deve ao fortalecimento das ações do Ministério da Saúde para ampliar a oferta do melhor tratamento disponível para o HIV, com a incorporação de medicamentos de primeira linha para tratar os pacientes.

Muitas pessoas ainda desconhecem o seu status sorológico; por isso, é necessário que todos os indivíduos com vida sexual ativa façam a testagem regular para o HIV. Além disso, é importante conhecer as formas de transmissão e prevenção ao HIV.

Uso da Profilaxia pré e pós-exposição

Uma das formas de se prevenir contra o HIV é fazendo uso da PrEP, método que consiste em tomar comprimidos antes da relação sexual, que permitem ao organismo estar preparado para enfrentar um possível contato com o HIV.

Como medida de prevenção de urgência para ser utilizada em situação de risco à infecção pelo HIV, também existe a Profilaxia Pós-Exposição (PEP), que consiste no uso de medicamentos ou imunobiológicos para reduzir o risco de adquirir a infecção.

A PEP deve ser utilizada após qualquer situação em que exista risco de contágio, como violência sexual, relação sexual desprotegida ou acidente ocupacional. Clique e saiba mais sobre a PrEP e a PEP.

Formas de contágio

Assim pega:

  • Sexo vaginal sem camisinha;
  • Sexo anal sem camisinha;
  • Sexo oral sem camisinha;
  • Uso de seringa por mais de uma pessoa;
  • Transfusão de sangue contaminado;
  • Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação;
  • Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Assim não pega:

  • Sexo desde que se use corretamente a camisinha;
  • Masturbação a dois;
  • Beijo no rosto ou na boca;
  • Suor e lágrima;
  • Picada de inseto;
  • Aperto de mão ou abraço;
  • Sabonete/toalha/lençóis;
  • Talheres/copos;
  • Assento de ônibus;
  • Piscina;
  • Banheiro;
  • Doação de sangue;
  • Pelo ar.

Diagnóstico

O diagnóstico da infecção pelo HIV é feito a partir da coleta de sangue venoso ou digital (ponta do dedo), para realização de testes rápidos ou laboratoriais que detectam os anticorpos contra o HIV.  Com os testes rápidos é possível obter um resultado em cerca de 30 minutos.

HIV ou aids? Qual é a diferença?

HIV e aids não são sinônimos.

HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) é o vírus causador da aids, que ataca células específicas do sistema imunológico (os linfócitos T-CD4+), responsáveis por defender o organismo contra doenças. Ao contrário de outros vírus, como o da gripe, o corpo humano não consegue se livrar do HIV. Ter HIV não significa que a pessoa desenvolverá aids; porém, uma vez infectada, a pessoa viverá com o HIV durante toda sua vida. Não existe vacina ou cura para infecção pelo HIV, mas há tratamento.

Aids (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é a doença causada pelo HIV, que ataca células específicas do sistema imunológico, responsáveis por defender o organismo de doenças. Em um estágio avançado da infecção pelo HIV, a pessoa pode apresentar diversos sinais e sintomas, além de infecções oportunistas (pneumonias atípicas, infecções fúngicas e parasitárias) e alguns tipos de câncer. Sem o tratamento antirretroviral, o HIV usa essas células do sistema imunológico para replicar outros vírus e as destroem, tornando o organismo incapaz de lutar contra outras infecções e doenças.

A Postal Saúde cuida de você 

Tanto para prevenção quanto para diagnóstico e tratamento de alguma doença, o seu plano de saúde é um porto seguro 24 horas por dia, sem interrupções.

Assim, caso precise, você pode contar com os cuidados da Postal Saúde, que oferece várias opções de atendimento presencial e virtual (este último para casos mais simples e situações específicas). Confira:

 Atenção Primária à Saúde – Estratégia Saúde & Família 

O serviço é um modelo de atenção primária à saúde que a Operadora oferece aos seus beneficiários, com foco na prevenção de doenças, no cuidado integral e na assistência contínua, ao longo da vida.  É o mesmo conceito de atendimento feito pelo “médico de família”, sistema amplamente adotado nos países desenvolvidos. Além de cuidar da saúde de forma preventiva, esse modelo permite mais economia para o bolso do beneficiário, uma vez que não há coparticipação para as atividades que integram o pacote de serviços da Estratégia. Clique nos link abaixo  para saber mais:

Saiba como funciona a Estratégia Saúde & Família em seu estado

Rede credenciada 

A rede credenciada da Postal Saúde conta com profissionais e estabelecimentos de várias especialidades para o seu atendimento em todo o território nacional.  Clique no link para buscar o prestador de sua preferência:

Encontre aqui um profissional ou estabelecimento credenciado 

Postal teleconsulta 24 horas 

Em situações mais simples, para pedir orientações de saúde ou para algum atendimento específico que possa ser avaliado a distância, a Postal Saúde oferece o serviço de teleconsulta 24 horas. É muito prático, pois sem sair de casa você pode receber orientações de um médico para a sua situação específica. Se necessário, você recebe a receita médica no seu celular.  E caso necessite de exames complementares, o médico fará a solicitação ou o encaminhará para um especialista.

Conheça o Postal Teleconsulta 24 horas

Central de Atendimento ao Beneficiário

Na Postal Saúde você pode, a qualquer momento, entrar em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário, pelo 0800 888 8116. O serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, inclusive sábados e feriados. Esta


Fontes:

Agência Nacional de Saúde Suplementar

Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde

Site da Postal Saúde

Fotos: Banco de imagens 123rf